Exposição: Morrer de Amor & Continuar Vivendo

Exposição: Morrer de Amor & Continuar Vivendo

Exposição: Morrer de Amor & Continuar Vivendo

Ilustradora usa própria experiência para criar projeto que ajuda mulheres a superar a dependência em relacionamentos.

Projeto Morrer de Amor e Continuar Vivendo tem livro, mostra de ilustrações e roda de partilha de histórias entre mulheres.

Você conhece ou já ouvir falar de alguém que sofre em um relacionamento afetivo, às vezes até sofre violência física, e por algum motivo não se sente capaz de sair da relação? Essa pessoa pode sofrer de dependência emocional. E é para falar das questões emocionais envolvidas neste tipo de situação que a artista Lorena Kaz criou o “Projeto Morrer de Amor e Continuar Vivendo”.

Nascido há quatro anos – como uma série de quadrinhos sobre dependência emocional, cotidiano e pressões sociais -, o projeto cresceu e deu origem a uma página em rede social com mais de 163 mil seguidores, duas exposições de ilustrações, um livro que será lançado em março de 2017 e uma roda de partilha de histórias de mulheres sobre relacionamentos.

 

“Durante anos acreditei que minha felicidade e realização pessoal dependiam do meu relacionamento afetivo. Não me sentia capaz de ser feliz sozinha. Com a terapia percebi que tinha um alto grau de dependência emocional e que poderia mudar minhas relações se trabalhasse minha autoestima”, explica Lorena. “Agora quero ajudar outras mulheres a se valorizarem e saírem da situação de abuso e dependência emocional dentro do relacionamento afetivo”.

Em setembro, na 4ª Feira do Livro de Diadema (SP), Lorena conduziu ao lado da psicóloga Angélica Rente, o evento Expressando relacionamento, roda de partilha e arte. Com inspiração nos encontros do grupo Mulheres que Amam Demais, que Lorena frequentou, as participantes foram convidadas não só a narrar suas histórias, mas também expressar seus sentimentos por meio das artes gráficas.

Em março, Lorena lança o livro Morrer de Amor e Continuar Vivendo, uma série de 64 histórias em quadrinhos sobre o tema.

Já a página no Facebook tem como foco o apoio emocional. A artista publica relatos de seguidoras sobre experiências em relacionamentos para desmistificar estereótipos e aprofundar um pouco mais o conhecimento geral sobre o tema. “Fala-se muito de abuso físico, mas muito pouco sobre outros tipos de abuso, como o verbal e o psicológico ou sobre os motivos que mantém uma pessoa presa ao relacionamento abusivo”.

A página também traz ilustrações e posts autorais com indicações de ajuda e esclarecimentos sobre o tema. “Mais de 40 pessoas por semana me escrevem mensagens de apoio ao projeto, relatos de vida e pedidos de ajuda. Estes contatos me animam muito e me fazem pensar o quanto o projeto é necessário e que estou indo pelo caminho certo”.

 

A autora do projeto

Lorena Kaz tem 34 anos, é artista gráfica e ilustradora, formada em Desenho Industrial pela PUC-Rio. Em 2015 lançou o livro “Uma lhama no cinema” (editora Conrad). É autora de várias ilustrações para livros infantis. Seus trabalhos podem ser vistos no site lorenakaz.com/quadrinhos.

Atenção! Você está vendo uma publicação de um evento que já aconteceu.
Acesse a nossa página inicial ou navegue pelo menu do site para conferir nossa programação atual.