Nova Frente Parlamentar pela Agroecologia e Produção Orgânica

A deputada federal Luci Chionack, do PT-SP, Idealizadora da nova frente.

Em Setembro passado, o Parlamento ganhou a mais nova ‘Frente Parlamentar pelo Desenvolvimento da Agroecologia e Produção Orgânica’. Seus objetivos serão promover o debate entre parlamentares, movimentos sociais e o Poder Executivo acerca de uma alimentação saudável e uma agricultura livre de agrotóxicos, além de fortalecer políticas públicas direcionadas à produção orgânica e à agroecologia.

O governo planeja ampliar de 2% para 15% a participação de produtos orgânicos nas compras governamentais, além de incentivar seu consumo pela população como um todo. Estima-se também o aumento de 200 mil, para 300 mil famílias empregadas na produção de orgânicos no país até 2014. Segundo Luci Choinacki, deputada federal do PT por Santa Catarina e líder da frente, “além de aspectos ambientais, a atividade considera aspectos sociais, éticos e políticos da agricultura, valoriza os saberes populares, o modo de vida camponês e a economia solidária e ecológica”.

Mais de 200 parlamentares já aderiram à Frente Parlamentar pelo Desenvolvimento da Agroecologia e Produção Orgânica, cuja coordenação conta com 10 membros do Parlamento. A Frente é apoiada também pelos ministros do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, e do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. A iniciativa deve permitir articulações em torno de um novo modelo de agricultura no Brasil. Também participaram do lançamento da frente, o Presidente da Embrapa, Pedro Arraes, e representantes de movimentos sociais e ONGs, como o Greenpeace, a Contag, a Articulação Nacional da Agroecologia e o Instituto Sociedade População e Natureza.

“Considero que, para alcançar as metas, é necessário que haja um aumento na distribuição de sementes, juntamente com a capacitação dos produtores e da assistência técnica para certificação dos produtos. Juntos e com o mesmo objetivo, o Governo Federal e a Frente Parlamentar pelo Desenvolvimento da Agroecologia, vamos fortalecer novas relações no meio rural, a segurança alimentar e nutricional e o estímulo à pesquisa”, resumiu a deputada Luci Choinacki. “Aumentar a produção de orgânicos significa também reduzir custos para o consumidor e colocar uma parcela importante da agricultura familiar dentro de uma rota de sustentabilidade”, conclui o ministro Pepe Vargas.

Produção: Central de Notícias Casa Jaya

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Foto: Revista Época

Contato: noticias@casajaya.com.br