Vivência Sagrado Ser – A União dos Sagrados

Vivência Sagrado Ser - A União dos Sagrados

Vivência Sagrado Ser – A União dos Sagrados

Data: 9 de Dezembro de 2017
Horário: 9h às 17h30
Pagamento via PagSeguro: R$250 – https://pag.ae/bfqw9sS

Proposta do trabalho:
Sagrado Ser – A União dos Sagrados

Minha intenção com esse trabalho é acabar com a guerra entre os sexos, dissolver a raiva entre os gêneros, fazendo-nos entender, homens e mulheres, que enquanto permanecermos presos num jogo de acusações, viveremos em guerra.

Vivência Sagrado Ser - A União dos Sagrados A proposta envolve a desconstrução das crenças e comportamentos patriarcais que afetam homens e mulheres. E as máscaras que usamos socialmente na busca de sermos amados. Esquecemos que somos a própria manifestação do divino amor, ou de Deus, ou do Poder Criativo Divino.

Na prática teremos uma mistura de processos para elevação de nossa energia vital (meditações ativas, praticas com respiração intensa, deeksha, mantras e etc) e dinâmicas e partilhas com a proposta de integrarmos o que foi renegado, aprofundarmos nossas relações amorosas, o que somente é possível se nos aprofundarmos em nós mesmos.

Além da minha própria desconstrução, o que embasa e me inspira nesse trabalho: especialmente Cartas de Cristo e Amar e Ser Livrer, e também pathwork, física quântica/theta healing, deeksha, e muita respiração e didgeridoo e meditações ativas.

E além das práticas pra elevação de energia, tem dinâmicas e partilhas, onde eu conto dos meus processos, da minha desconstrução sexual, da minha infância, e abro pra quem sentir também de compartilhar alguma coisa.Vivência Sagrado Ser - A União dos Sagrados

Nesse momento percebemos que estamos todos sofrendo questões parecidas em silêncio e com medo de se abrir e ser rejeitado pelo outro.

Os resultados tem sido uma cura no sentido do homem olhar a mulher de uma forma mais sagrada e menos objetificada. A mulher perceber que por trás da armadura, existe muita dor dentro do homem.

A raiva que a mulher sente do homem (no inconsciente coletivo) pelo histórico de agressão, dar um ou uns passos no sentido de virar compaixão e amor.

E a raiva inconsciente que o homem sente da mulher, pelo fato de renegar o feminino interno (com receio de colocar sua masculinidade em cheque) e projetar isso no feminino externo, a mulher e a mãe natureza, também caminha pra um olhar mais amoroso.

É a cura através da percepção que estamos todos no mesmo barco, sofrendo dores parecidas, e essa guerra não faz sentido 🙏🙏🙏

Vivência Sagrado Ser - A União dos Sagrados

Depoimento de uma participante:

“Hoje cinco homens desnudaram-se, vestidos, diante de mim. Notei, pela primeira vez, que via homens nus, verdadeiramente expostos e vulneráveis. Homens dispostos a começar a rasgar as vestimentas sistemática e Vivência Sagrado Ser - A União dos Sagradosviolentamente costuradas a suas identidades. Sinto tristeza ao admitir que, na minha história, a disfunção do(s) referencial(is) masculino(s) me fez ter muita dificuldade de admirar, do fundo da minha alma, um homem. Em 27 anos de vida, essa foi a primeira vez que, de maneira consciente, senti uma profunda e real admiração por homens na expressão do seu masculino. Foi a primeira vez que entrei em contato com a força e a coragem do masculino, sem sentir-me ameaçada na beleza da força e coragem do meu feminino. Essa força que anda lado a lado à vulnerabilidade sincera – sem a qual é mera ilusão.

Essa coragem que só pode existir ante à admissão consciente do medo – que habita também o coração do homem. A força e a coragem de admitir-se falho, de olhar com vergonha (porque tudo bem sentir vergonha) as suas próprias sombras, como também os traumas mais marcantes, de sentir-se emotivo, e, enfim, de permitir-se, com medo (porque tudo bem sentir medo) as falsas estruturas desabarem para reconstruir um novo ser-no-mundo. Foi na viabilização de um espaço, em que há escuta e fala, sem julgamento – um espaço em que há genuína vontade de ver, escutar, sentir o outro e a sua dor, a sua dificuldade, o seu processo -, que pude ver uma mágica acontecer: o sagrado masculino ajudando a curar uma parte importante do meu feminino, mas não sem o meu feminino ferido ajudar a curar as máculas de um masculino adoecido. Hoje eu senti, pela primeira vez, o poder de cura da união consciente entre a força feminina e masculina.

E, ouso dizer, está no rol das experiências mais bonitas que já vivi. Sinto que esse foi apenas um rápido vislumbre do que pode ser. E gostaria de convidar, todo homem, toda mulher, todo ser no mundo, a experimentar a potência dessa troca, de explorar um espaço de escuta e aceitação onde há lugar para a sombra de todos poder ser vista e, assim, transformada, um espaço em que a energia que convencionamos chamar de feminina e masculina (ambas presentes dentro de nós), possam existir de maneira fluida e harmônica, movimentando todo o universo que habita dentro e fora de todos nós.”

 

Texto de autoria do facilitador, Fabio Manzoli:

Vivência Sagrado Ser - A União dos SagradosEu já senti atração por homem. Estou heterossexual neste momento, mas uma vez na vida, ha 15 anos, senti atração por um homem. E me masturbei. Por que eu falo isso? Porque anteontem, em mais um trabalho de desconstrução de machismo, esse tema veio à tona, e de novo, metade dos homens, todos heterossexuais, relataram que já sentiram atração por homem em algum momento nesta vida. Eu vim aqui entre outras coisas pra quebrar os tabus que deixam nossa vida doente. Carreguei esse peso de ter sentido atração por homem por 15 anos em silencio, porque existia preconceito dentro de mim contra os homens com orientação homossexual. E especialmente pelo medo do que meus pais, minha mãe, amigos da faculdade … iriam pensar.

Só que eu sei que tem muito homem me lendo aqui que também está heterossexual e já sentiu atração por homem. E não precisa admitir isso em público, não precisa se expor, eu sei que só o fato de eu estar abrindo isso vai trazer leveza pra outros homens, pra que comecem a entender que isso é comum. O patriarcado é uma doença, nascemos num mundo que faz o homem guardar tudo dentro de si, e viramos bombas relógio. Não me coloco como vítima, e nem outros homens. Só trago de novo essa consciência porque eu nasci num mundo que me fez engolir lagrimas e sentimentos e ressentimentos porque falar de sentimento não é coisa de homem. E se eu estou homem hoje, com certeza já estive mulher em outras encarnações. Se você está mulher hoje, você ja esteve homem em outra vida. O patriarcado está em vigência há milhares de anos.

Construímos essa merda juntos, e é juntos que podemos desconstruir isso. Para que possamos viver numa sociedade harmônica. Eu estou cansado de ouvir relatos de mulheres que foram estupradas, no último trabalho acho que metade ou mais das mulheres relataram histórico de abuso sexual, na infância, na vida adulta, daquelas histórias que a gente prefere achar que só acontece nas novelas, só que as novelas são um retrato da nossa própria vida.

O caminho pra uma sociedade harmônica envolve essa cura, a mulher perdoar o homem, o homem curar seu feminino, e juntos e de mãos dadas, caminharmos pra Nova Era ❤️💜💛

 

Sobre o facilitador:

Fabio Manzoli cria seu caminho como terapeuta enquanto percorre sua jornada como buscador de si mesmo.
Vivência Sagrado Ser - A União dos SagradosDepois de 12 anos trabalhando no mundo corporativo, Fabio passou por diversos trabalhos internos que o fizeram encontrar uma vida com mais sentido, mais sentir, mais consciência – que ressignificaram as sensações de inadequação, sua sexualidade, o vazio existencial, as constantes crises de ansiedade, raiva e desequilíbrio emocional que regiam suas relações.

Um terapeuta que tem como sua maior medicina o compartilhamento de sua própria história de desconstrução e reconstrução. Um homem que carrega em si a sensibilidade na identificação de padrões mentais/comportamentais e o potencial de abrir espaços sagrados de confiança, irmandade, respeito e compartilhar genuíno entre homens.

Um condutor que guia a lugares internos de revelação; de suas sombras, vergonhas, culpa e rigidez- com a maestria da compaixão, do acolhimento, da empatia, do não julgamento; com intensidade e profundidade, porém mantendo a simplicidade e leveza características de suas manifestações.

Fabio traz para as suas vivências, ferramentas como o Rebirthing, Deeksha, Meditações Sonoras, dinâmicas de Psicoterapia Corporal, o estudo do Pathwork.