Festa Fora da Ordem 18/12

“Quando todos os formatos se esgotam, resta apenas uma opção: a revolução.”

Fora da Ordem – movimento de arte transmoderna, é um evento que reúne um grupo de artistas que têm como objetivo integrar e expressar uma nova consciência artística, sustentada pelo conceito de ‘transmoderno’ (termo teórico para o popularmente chamado ‘pós-tudo’).

Data: Dia 18 de dezembro, Sábado
Horário: Das 14 às 22hs
Local: Casa Jaya – Rua Capote Valente 305 Pinheiros (Metrô Clínicas)
Valor: R$15 com nome em lista; R$20 na portaria
Lista: fdordem@gmail.com

Dialogando com grandes movimentos culturais brasileiros do passado, mesclará o trabalho de jovens artistas profissionais com cunho, além de poético, filosófico, reflexivo e combativo. Entre as diversas atividades destacam-se os lançamentos de três livros: ‘Águas Claras’, terceiro título da prosa psicodélica de Alika Finotti, autor do blog Orgasmagia, e mais duas obras de poesia, ‘Selva’ de Aline Binns e ‘Gangrenagem’ de Glaucus Nóia.

Já a programação sonora, de alto calibre, inova ao abrir alas para o estilo Mashup, um novo gênero de ‘remixes múltiplos’ que vem ganhando espaço nos clubs do mundo. O live-set dançante do expoente produtor musical Chico Soares, entitulado ‘Tom Chico Zé Buarque e os Prediletos’ contará também com performance do mesmo, que usará controladores sonoros acoplados a uma roupa especial.

Outro grande destaque será o aclamado Shanghai Project, do compositor e pianista Thiago Pinheiro, instrumentista mundialmente reconhecido. Ele já tocou com gigantes como Stevie Wonder e Naná Vasconcelos e foi extremamente elogiado em grandes festivais como Universo Parallelo e Festival Fora do Tempo com seu primeiro projeto de eletrônica. Seu live-set de house permeado de improvisos virtuoses de jazz em seu pequeno teclado sem-fio, é sempre uma experiência totalmente nova.

Além da experiente presença de Pablo Sola e seu DJ set ‘Rare Times’ voltado às origens dos tambores e batidas old-school, a festa Fora da Ordem contará com a inédita intervenção ‘Esc-Soma’ de Caos-Dança, de Glaucus Nóia, executada com bateria e trompete ao-vivo, e com uma exposição fotográfica de Ezyê Moleda, focada em sua técnica original ‘light-painting’ (pincel de luz), sobre a qual haverá também uma oficina.

Além da música, dança, poesia e artes plásticas, Fora da Ordem abrirá a programação de sua primeira edição com o ‘Desafórum’, um debate aberto entre os autores e o público, discutindo exatamente o tema ‘A Transmodernidade’.

“Somos mais que revolucionários, somos Evolucionários! A revolução é uma reação contra algo, mas a evolução tem autonomia própria, ela busca a si mesma”, afirmam seus idealizadores.

A Casa Jaya, espaço eco-cultural parceiro, onde se dará a celebração, conta com biblioteca, jardim interativo e com a lanchonete vegetariana Nectare, que servirá também vinho tinto na data do evento. O local é próximo à estação Clínicas do Metrô e não aceita nenhum tipo de cartão.