Sisterhood 13 Luas 
Círculo aberto a todo Ser Feminino

 

O que é a Vivência Sisterhood?

Uma parada no mundo para ouvirmos nosso próprio coração, uma roda de saberes ancestrais aberto a todo Ser Feminino, na qual regeneramos, por meio da cura, da união, a verdadeira força do que significa o Sagrado Feminino em todas as nossas escolhas, dissolvendo, assim, padrões negativos que impedem uma maior qualidade de vida.  Através de meditações e ritos específicos, cantos, danças, bem como a expressão da palavra, podemos elevar a energia consciente e transformadora no nosso coração, e assim nos integrarmos em unidade e presença ao universo natural.

Onde surgiu o Sisterhood?

Inspirada pelo Conselho das Anciãs das 13 Luas, a cada encontro vamos mergulhar  em um dos 13 arquétipos das Guardiãs, sustentando a verdade em sua mais profunda e libertadora diversidade.
Conta-se a lenda, que há 75 mil anos, essa energia espiritual da irmandade do feminino, se estabeleceu no planeta Terra, para conectar o Profundo Feminino em paz, harmonia e beleza.

 

Qual o objetivo dessa Roda Feminina?
O objetivo é o encontro de mulheres, para expansão da consciência, cura e sustentação de quem nós somos, com dança, com arte, com expressão da palavra, com rituais específicos a cada encontro.

Dinâmica: Cronograma de Movimentos

  • Chegada
  • Meditação de conexão com o profundo feminino
  • Danças, para ativação energética do corpo emocional, mental, físico e espiritual
  • Partilha Sagrada, através da expressão da palavra
  • Ritual de Cura do Profundo Feminino, com viagem xamânica.

O que trazer?

Vela, porta vela ( cor da Guardiã que será meditada ou cor branco), Tambor, maracá, instrumentos de sopro, caso tenha, são sempre bem-vindos.

Poderá vir vestida na cor da Guardiã que vamos meditar.

 

3• Lua – Guardiã da Igualdade e da Justiça

Esta Guardiã nos ensina a determinar a verdade, ela guarda o sentido de avaliar, sendo uma juíza íntegra em relação aos direitos humanos. Sem julgar nossas ações nem aplicar uma sentença ou punição, Ela nos ensina os princípios das Leis Sagradas Universais. Sua cor, vibração de energia é marrom.


Focalizadora:

Awarani Araising será a focalizadora desse sagrado conhecimento. Iniciada dentro do Sweet Eagle Tribe, por Sylvie Shining Woman, é líder de Cerimônias Xamânicas para expansão e cura do ser humano. Escritora, desenvolve projetos sobre a maternidade como um caminho espiritual, trabalho que culminou no livro Parto da Vida, a ser lançado em julho de 2019 (Editora Chiado). Mãe de dois filhos. Membro do Sweet Eagle Tribe. É Pipe Keeper, portadora do cachimbo sagrado da Paz. Tamboreira, líder de cantos sagrados, como mulher de medicina do canto desenvolveu o projeto “Drum Medicine” vivência meditativa com danças dramáticas, tambores e cantos ancestrais. Peregrinou por diversos países da América Latina buscando ritos e curas ancestrais. Iniciada no Conselho das Anciãs das Treze Luas, realiza diversas vivências de arte e equilíbrio com o feminino. É condutora de INIPI (tenda do suor), terapia em grupo para liberação e purificação. Diretora e atriz de teatro. Como Dramaturga desenvolveu a “dramaturgia do ser” através de histórias pessoais, os participantes criam uma mitologia própria para libertação consciente, espetáculo de cura 13 Luas (no prelo), é pesquisadora dos cantos ameríndios dos povos das Américas desde 2000, em conjunto ensaístico a ser reunido na obra Cantos Sagrados & Ritos Ancestrais (no prelo).

Conselho das Anciãs das 13 luas
Formação de Saberes Ancestrais Femininos
Considerações e apontamentos  sobre o conteúdo das 13 Guardiãs
Texto de Awarani Araising

 

DATA: 27/03/2020 (Sexta-Feira)
HORÁRIO: 20:00 às 21:30
VALOR: R$ 30,00
INSCREVA-SE AQUI